Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Miranda / Povos indígenas

Publicado em: 11/01/2019 - 17:27:45

Índio terena emociona ao estudar doutorado na Fiocruz
Leosmar entre lideranças indígenas do povo Tapuia, de Manaus. (Foto: Arquivo Pessoal)Leosmar entre lideranças indígenas do povo Tapuia, de Manaus. (Foto: Arquivo Pessoal)


Aos 33 anos, Leosmar Antonio é o primeiro da família a ter um diploma e também o único da terra indígena Cachoeirinha, no município de Miranda, aprovado em todas as etapas da seleção do doutorado, na destacada instituição de pesquisa na área de ciência e tecnologia em saúde da América Latina, a Fiocruz.


 


Abraçando amigos e o Koixomuneti, liderança espiritual da aldeia, o indígena comemora a conquista e ganha depoimentos emocionantes de quem há anos acompanha o "filho da roça" encarar de cabeça erguida a ciência, dedicado a fortalecer a resistência de um povo que cada vez mais luta pela sobrevivência.


Ele venceu todas as etapas para conquistar uma das 15 vagas no doutorado em Epidemiologia em   Saúde Pública, onde pretende, de maneira mais específica, aprofundar a análise sobre os impactos que as alterações ambientais causam no processo de saúde-doença do povo indígena. "Foi um processo difícil e concorrido. Teve análise curricular, inglês, produção científica, mas consegui chegar a reta final. Vai ter 'Filho da Roça' doutor sim", comemora o doutorando por telefone.



Lugar onde passou parte da infância, Fazenda Bodoquena, hoje BR Pec. (Foto: Arquivo Pessoal)Lugar onde passou parte da infância, Fazenda Bodoquena, hoje BR Pec. (Foto: Arquivo Pessoal)


Leosmar é terena, biólogo, mestre, professor, filho de Juliana da Silva e Ecildo Antonio, que durante décadas trabalharam na roça para sustentar a família e em condições que o filho nunca esqueceu. "Nasci na aldeia, onde permaneci até os 3 anos de idade. Depois, meus pais mudaram para uma fazenda por causa da dificuldade de manter a família. Cresci vendo as dificuldades, como um salário muito baixo para muitas horas de trabalho. Eu não aceitava aquela situação", conta Leosmar. Aos 14 anos o menino voltou para a aldeia e se dividia entre o trabalho e as horas de estudos.


Sair da aldeia e estudar em uma universidade pública, em Dourados, segunda maior cidade do Estado, foi um desafio para Leosmar. "Dormi na praça, morei em fundo de bares, furava buraco para fossa e era servente para ter condições de continuar na cidade e terminar meu curso". Apesar de ter conquistado uma vaga na universidade pública, ele sabe que essa é uma oportunidade para poucos indígenas, que também necessitam enfrentar o preconceito. "Naquela época não tinha uma força indígena dentro da universidade, o preconceito era dos colegas e até dos professores".


Observando as dificuldades de seu povo para manter suas raízes, ele sempre soube que se dedicaria a uma vida mais digna e justa para a comunidade indígena, especialmente, terena. Mas o projeto foi consolidado quando ingressou como bolsista na Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias), quando o seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) teve o objetivo de realizar uma seleção preliminar de bactérias de solos de sua comunidade que pudesse contribuir na produtividade das roças Terena.


Leosmar entre lideranças indígenas do povo Tapuia, de Manaus. (Foto: Arquivo Pessoal)





 

Campo Grande News / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Índio terena emociona ao estudar doutorado na Fiocruz "

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Santos dá show, goleia o Boca Juniors na Vila Belmiro

  Trator atravessa pista, bate em moto e mata professora

  Corpo é encontrado concretado em tambor em Ponta Porã

+Notícias mais lidas da semana

Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®